Mídia Sustentável alia comunicação corporativa com proteção ao meio ambiente

Na mídia/Sem categoria

Mídia Sustentável alia comunicação corporativa com proteção ao meio ambiente

Essa matéria foi originalmente publicada no Portal Tratamento de Água.

Empresa promove reciclagem com o apoio da iniciativa privada

A Mídia Sustentável promove a reciclagem e a educação ambiental em municípios e parques brasileiros por meio de mobiliários urbanos : quando empresas anunciam nessas peças, parte do valor investido em suas campanhas é revertido para ações de coleta seletiva em comunidades, e as indústrias de bens de consumo ainda contam com o apoio da Mídia Sustentável para se adequarem ao Acordo Setorial de Embalagens.

Cooperativas e empresas de coleta seletiva

“A Mídia Sustentável capacita e investe em cooperativas e empresas de coleta seletiva locais e desenvolve campanhas de conscientização para que a população cuide melhor do meio ambiente.”, diz Caio Pereira de Queiroz, sócio da Mídia Sustentável.


Caio Pereira de Queiroz

A Mídia Sustentável surgiu há três anos por um time de profissionais que atua há mais de 20 anos no mercado socioambiental, focado em programas corporativos e municipais de resíduos, publicidade e propaganda. A empresa já beneficiou comunidades em São Sebastião, Porto Seguro / Trancoso e região. De acordo com Caio, “buscamos municípios com alto potencial de turismo e meio ambiente exuberante e frágil. Iniciamos nas regiões que demonstraram maior interesse nas causas ambientais e buscavam um programa de coleta seletiva eficiente”.


Voluntários da MOVE conscientizando a população

A escolha dos voluntários que conscientizam a população sobre reciclagem é feita a partir de ONGs locais parceiras, que já trabalham com turismo sustentável e educação ambiental e tem como foco a coleta seletiva. Empresas como Elo Cartões, IRobot, Cervejaria Petrópolis – Itaipava, já anunciaram no mobiliário, o que foi fundamental para a implantação do projeto. A ideia é que haja cada vez mais conscientização sobre o assunto e que a educação ambiental faça parte do dia a dia das pessoas.

“Queremos implementar o programa de comunicação e coleta seletiva em 20 municípios e parques brasileiros nos próximos cinco anos, atingindo uma população de aproximadamente 700 mil pessoas e ajudar a reciclar mais de 900 toneladas de material por mês”, revela Caio Pereira de Queiroz.

Programa Reciclar Transforma Paraty

O Programa Reciclar Transforma Paraty teve início no dia 04 de dezembro de 2017, com a implantação de PEV’s ( Ponto de Entrega Voluntária ) e 150 placas de comunicação com coletores seletivos, doação de um galpão para a cooperativa local, uniformização e contratação de agentes ambientais e locação de veículo para ajuda a Cooperativa na alta temporada.

Essa é a primeira vez que um grande projeto de reciclagem é feito em parceria com a iniciativa privada e abrange todo o munícipio do Estado do Rio de Janeiro. O projeto é liderado pela empresa Mídia Sustentável, em parceria com a Prefeitura de Paraty (Secretaria do Ambiente), a Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis, e a ONG MOVE, organização que tem vasta experiência em ações socioambientais.

Segundo Caroline Vernillo, integrante da ONG : “Foram realizadas ações de conscientização e educação ambiental em onze bairros do Rio, que foram contemplados neste primeiro momento pelo programa Reciclar Transforma Paraty. Durante as ações os monitores da ONG entregavam o cronograma do dia da coleta e alertavam a importância da separação e destinação correta dos resíduos sólidos para os grandes geradores como comércios, pousadas, marinas, turistas e transeuntes.

ONG MOVE

Além disso, a ONG MOVE levou a apresentação do projeto para a escola Municipal Cembra, envolvendo os estudantes e procurou envolver o máximo de líderes dos bairros, como presidentes de associações de moradores para dar ciência aos envolvidos da implementação do Projeto e buscar parcerias no desenvolvimento do trabalho para reduzir o impacto no meio ambiente e melhorar a qualidade de vida da população de Paraty”.

Na região, existem outras empresas que buscam ajudar a proteger o meio ambiente do local, porém, “a Mídia Sustentável ganhou destaque desde o início do projeto, pois trouxe um modelo inovador de incentivo à coleta seletiva, que é inserir os coletores com placas informativas, incluir a população de forma participativa no projeto através da ONG e mídias sociais, além de gerar renda e dignidade para uma cooperativa de catadores local”, conclui Caroline.

Deixe um comentário